quinta-feira, 21 de maio de 2020

Um pouco de Poesia Simbolista

Acho que posso dizer que o Simbolismo é a minha escola literária favorita. Talvez seja até possível ver traços de certa influencia em algumas coisas que escrevo. Desde os tempos de colégio, foram os seus poemas carregados de misticismo, obscuridade e sinestesia os que mais me marcaram e mais se fixaram na minha memória através dos tempos. E eles continuam presentes. Trago alguns:



Universalidade (Roberto de Mesquita)

Pensais que os ermos jazem em repouso
E são uns cemitérios desolados,
E que as cousas, assim como os finados,
Permanecem num sono tenebroso?

Não! As florestas de cerrada frança,
Quando as cruza o tropel louco dos ventos,
Soltam um mesto coro de lamentos
Em que se afligem almas sem esp'rança...

No Outono, quando o campo está doente,
À vibração suave das trindades,
Passa à tona das cousas, vagamente,
Um tribo de anônimas saudades...

Quando as vozes da vida desfalecem
E a paz é triste e vasta como o mar,
Cheia de graça, a Lua vem falar
Aos corações eleitos que a conhecem


terça-feira, 19 de maio de 2020

Audições de destaque durante o isolamento


A música é um dos grandes refúgios da minha alma. Sobretudo, a música pesada. Ela preenche os dias com sua capacidade de me fazer transitar por mundos paralelos e causar tantas sensações inexplicáveis.

E como não poderia deixar de ser, ela está sendo uma das grandes protagonistas dessa quarentena. De grandes bandas mundiais às profundidades do underground brasileiro...  Vamos transitar um pouco pelo que mais anda ressoando pelo meu Recinto...


Testament



Uma das bandas mais importantes da minha vida, e uma formação que é sem dúvida uma das melhores do mundo na cena Metal da atualidade. Músicos amadurecidos, plenamente em forma e em perfeita sintonia em suas composições e apresentações. Shows muito intensos, do início ao fim. Escolhas quase que sempre perfeitas para o setlist, geralmente com uma a duas faixas principais dos álbuns mais recentes, algumas lá do meião da discografia, e uma maravilhosa sequência de clássicos dos primeiros álbuns, até o The Ritual (desses acho que só o Souls of Black tem ficado de fora). Enfim, eu assisto quase todos os dias! 😍😄

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Algumas Cervejas Artesanais de Pernambuco


Já mencionei em postagens anteriores que sou uma entusiasta do universo cervejeiro, principalmente das artesanais. Por esses dias, em meio às arrumações "quarentenísticas",  deparei-me com as garrafas que já faz algum tempo que estou guardando pra tirar os rótulos. No meio delas encontrei 12 ótimas representantes do meu estado, o que me fez constatar mais uma vez como Pernambuco é realmente um dos lugares do país que mais vêm se destacando na produção de cerveja artesanal.

Então, vou aproveitar o gancho e apresentá-las aqui 😉🍺 Não sou crítica nem especialista no assunto, apenas uma simples apreciadora... Portanto não esperem taças bonitas e nem maiores detalhes sobre retrogosto, creme ou aroma disso e daquilo, blz? Serão somente alguns breves comentários sobre características e opiniões.

🍻🍻🍻

Cervejaria Capunga

Começo por uma das minhas cervejarias pernambucanas favoritas: a Capunga, da qual trago três representantes. 

domingo, 17 de maio de 2020

Um ser INTROSPECTIVO durante a quarentena

Voltando...! Já se passaram dois meses de uma quarentena que, pelo que tenho visto, ainda se alongará por mais um bom tempo... 




Pensei que durante esse período não me faltaria inspiração para estar aqui, quase todos os dias, criando as milhares de postagens que tenho anotadas e eu total preciso fazer, mas uma outra coisa se acentuou muito nesse período de isolamento.

Quando eu era mais nova, tinha dificuldades pra aceitar certos traços da minha personalidade porque as pessoas ao meu redor os usavam muito pra me rotular. O nojo que eu sentia ao ver e ouvir as palavras saindo daquelas bocas apodrecidas me fez criar uma ascorosa repulsa contra cada uma delas. As pessoas pareciam viver disputando pra ver quem era, sei lá, mais "popular" ou qualquer merda do tipo, engolindo umas as outras com seus deboches e depravações vexatórias, escarrando toda aquela mediocridade de espírito que só me fazia sentir vontade de vomitar.